segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Iogurte grego

Hoje vou postar uma receita deliciosa e que por sinal é muito saudável. Esta você pode saborear sem culpa.
Aprendi esta receita a uns 5 anos atrás por meio de um site americano.
Quando fiz, o resultado foi maravilhoso. Trata-se de um iogurte com textura incrível e sabor marcante.
O iogurte foi tão bem apreciado lá em casa que eu tinha que fazê-lo de dois em dois dias.
Hoje faço para meu marido que ama saborear com granola.
Há outras formas de se saborear o iogurte grego. Você pode adicionar frutas picadas como morango, mirtilo, blueberry, amoras, bananas com mel e  canela ou nozes.
Então vamos lá, mãos a obra.

Para a preparação você vai precisar de:

1 litro de leite (você pode usar o de caixinha integral ou semidesnatado ou desnatado)
2 colheres de iogurte natural
1 panela
1 tigela de vidro
Peneira
Tecido de algodão
Termômetro culinário

Leve o leite para aquecer em uma panela. Enquanto estiver aquecendo, mexa de vez em quando para que a temperatura fique uniforme. Continue o aquecimento até atingir a temperatura de 80ºC.
Ao atingir a temperatura desejada, desligue o fogo e deixe o leite esfriar até que a temperatura caia para 45ºC. É importante que a temperatura esteja marcando 45ºC para que as bactérias possam agir de modo natural na fermentação do leite. Se a temperatura estiver muito elevada, as bactérias poderão morrer. Se estiver muito baixo a temperatura, as bactérias não incubarão adequadamente.
Transfira o leite para uma tigela de vidro e acrescente 2 colheres de sopa de iogurte natural. Mexa ligeiramente com o auxílio de um fouer  e tampe com um pano de prato limpo e grosso.
Para que as bactérias comecem agir e transformar seu leite em coalhada de boa qualidade você precisa fazer ou proporcionar um ambiente como uma estufa.
Esta estufa pode ser feita no forno do fogão porém, com a luz acesa para manter a temperatura durante todo tempo ou no forninho elétrico. Eu não uso nenhum destes instrumentos para simular uma estufa.
Eu aqueço uma panelinha com água a 45ºC e despejo dentro de uma caixinha de isopor. Então eu coloco dentro da caixinha a tigela com o leite (como se fosse uma banho maria) e tampo a caixinha e deixo lá quietinho por 8 horas. Tempo suficiente para o leite se transformar.


Eu fico muito feliz quando abro a caixinha de isopor e vejo que minha receita deu certo.
Neste momento a coalhada possui muito soro, este é o motivo de estar líquida.
Coloque uma peneira grande e coloque sobre uma tigela de vidro e por cima da peneira coloque um tecido de algodão limpinho e despeje a coalhada dentro. Veja na foto como deverá ficar.


Coloque outro pano por cima e leve à geladeira para que todo soro da coalhada seja drenado. Geralmente este processo dura de 4 a 5 horas.
Passado este tempo, remova o tecido da peneira e despeje o iogurte grego em outro recipiente.
Você vai perceber que aquela coalhada já não existe mais pois deu lugar a uma pasta bem consistente. 
Para homogeneizar o iogurte grego, bata a pasta com o fouer.  


Você pode colocar 3 colheres de wisk para deixar com consistência bem lisinha e se preferir um saborzinho, pode adicionar 1 colher (sopa) de essência de baunilha.
Pronto, agora é só guardar na geladeira e saborear da forma como desejar.
Bom apetite!! 

2 comentários:

Papo de Cunhada disse...

Denisa, anteontem estava procurando uma receita de amendoim doce quando encontrei seu blog, fiz e ficou ótimo, fiquei doida p/ experimentar o fricassê e fiz hoje, ficou maravilhoso! E a dica p/ desfiar o frango? Estou encantada, sofria muito com o garfo rs. Parabéns pelo blog, vou ficar sempre de olho para novas receitas.
Um abraço.
Mayara

doceconfissao.com disse...

Nossa, adorei!
Sou de família grega e sempre que vamos pra lá, eu me acabo no iogurt! Mas esse que dizem que é aqui, não tem nada a ver! Nunca tinha pensado em fazer em casa, mas agora vou tentar!
Valeu a receita!!
Marina

http://doceconfissao.com